O Casamento e a Diminuição da Frequência Sexual

Stanford,

Sou casada já vão fazer 4 anos; no começo do casamento a gente fazia amor todos os dias, até mesmo 2 ou 3 vezes ao dia… Mas agora a gente faz amor de 15 em 15 dias e olhe lá, às vezes a gente fica 1 mês sem nada.

Eu tenho muito fogo e por mim todos os dias a gente faria amor. Ele sempre diz que está cansado e tals. Eu já tentei de tudo, já tentei fazer coisas diferentes; a única vez que ele me levou no motel foi na nossa noite de núpcias, depois disso nunca mais. Ele nunca me deu flores, nunca mais me deu mimos ou chocolates, etc…

Enfim, será que ele tem uma amante? O que e faço para melhorar o desempenho dele e para melhorar o nosso casamento??

Obrigada desde já,

Casada na Seca

Ain, darlings, sério, deu dó, viu! Afinal, esse assunto é tão… comum! Aliás, cara Casada na Seca, bem mais comum do que se imagina. Aliás, eu até brinco com alguns amigos: quer deixar de fazer sexo? Case! Aloka!

Toda relação (e afirmo, TODA RELAÇÃO) passa por oscilações no que diz respeito ao desejo sexual. No início, com todo aquele fogo, é natural que o casal sinta um tesão tremendo, transe a todo momento, invente mil posições, conheça os lugares mais excêntricos e diversos da casa e da vizinhança. Aloka! Com o passar do tempo, porém, com a convivência, rotina e a comodidade que toma conta das relações, é normal que o sexo rareie. O que não pode acontecer é deixar que a chama, que um dia já foi fogueira, vire uma cinza quase fria. Olha eu, gente, todo trabalhado na metáfora!

No seu caso específico, parece que o problema está no seu marido e na rotina dele. Trabalho, obrigações, cansaço, tudo leva a crer que isso o desanime a dar no coro. Ui! Mas, um relacionamento é feito de duas partes e você deve fazê-lo entender isso. Por isso, o conselho de sempre, quase um clichê meu: jogue limpo, fale!

Conte das suas necessidades, do seu tesão. Sugira inovações. Surpreenda-o! E, se mesmo assim, as coisas continuarem mornas pro seu lado, seja direta: ou ele faz a parte dele ou você não se responsabiliza pelas formas que pode encontrar para aplacar seu fogo. Tratamento de choque, meu amor! Ou o homem dá no coro ou então que não a culpe depois. Porque sim, acho que é inevitável uma traição quando um dos lados tem desejo latente e o outro tem preguiça constante.

Por que não tentar resolver as coisas já hoje à noite? Prepare um jantar à dois. Uma massa leve, um vinho tinto, luz de velas. Se arrume, se perfume, se insinue. E, durante o jantar, provoque. E exponha seus desejos e fantasias. Porque o meu desejo para você, Casada na Seca, é uma noite inesquecível e longa, com muito trabalho para o maridão (ou não).

Um beijo e boa sorte ao tentar acendar a chama quase adormecida. Porque essa seca tem de chegar ao fim e tá na hora de regarmos a terra, com muita chuva e prosperidade. Aloka!

Stanford

Anúncios