Colírios: Atores de Fina Estampa

Fina Estampa está em sua reta final, já estamos vendo os comerciais de Avenida Brasil, a nova novela das 21h no ar e, mais do que o sucesso da novela, algo é inegável: quanto ator bom (em vários sentidos) no elenco, né? É batata: ver a novela e aquele tanto de homem maravilhoso sem camisa pra temperatura subir. Aloka!

Assim, pra brindar o sucesso da novela de Aguinaldo Silva e cia ilimitada, o Colírios dessa semana é dedicado a eles: os gatos de Fina Estampa. Vamos conferir os meus eleitos?

Caio Castro, o Antenor da novela, um exemplo perfeito de ator-delicinha sensação.

Dudu Azevedo e seu Wallace Mu fizeram todo mundo se interessar mais por MMA, né? Hihihi

Malvino Salvador, o intérprete do todo bom Quinzé. Dá pra entender porque a mulherada da novela baba por ele, né?

O tudibom Carlos Casagrande e seu Juan conquistaram a chatinha da personagem de Tania Kalill e nos fez suspirar com tanta beleza.

Carlos Machado aterroriza com seu vilãozinho Ferdinand. Sabiam que na vida real o ator também é dentista? Fico de boca aberta. Aloka!

Rafael Zulu é o gerente mais tentação das agências de moto com seu Edvaldo, não acham?

Paulo Rocha e seu sotaque português faz de seu Guaracy um personagem adorável, gostoso, tudibom que eu queria pra mim. Ahaza!

Prontinho, pode parar de se abanar, porque a-ca-bou! Aloka! Confessa pra mim: fiz uma seleção muito boa, né? Eu sei, eu sei, #SouDesses, hihihi

Mil beijos,

Stanford

Colírios: Glee Cast

Todo mundo sabe que eu AMO Glee, né, darlings? As músicas da série, as histórias bobinhas, tudo ali me encanta. Fora que, enquanto as produções brasileiras ficam nesse lenga lenga de beijo gay, a série não tem vergonha de tocar no assunto, e faz isso com naturalidade. Aplaudo, viu? CLAPI CLAPI CLAPI

Mas (e isso vai deixar as meninas um tantinho quanto tristes, aloka) dizem por aí que mais da metade desse elenco é chegado no balacobaco, melbem! Pra mim é ótimo, porque adoro diversidade. Ahaza!

Como o que é bonito é pra se olhar, não importa a sexualidade da criatura, resolvi inovar e trazer logo quase todos os gatinhos do elenco de Glee pra nossa coluna Colírio. Porque, convenhamos, vai ter homem bom assim lá em casa. #SouDesses

Sem mais delongas, com vocês, os Colírios do Glee Cast Masculino:

Cory Monteith, o protagonista Finn Hudson. Será que é só a cara de bobo que ele tem? 😉

Matthew Morrison, o professor Will Schuester da série. Alguém quer entrar pro Glee Club?

Darren Criss vive Blaine, o delicioso namorado de Kurt.

Chord Overstreet, o Sam. Dá pra acreditar que ele ficou desabrigado na série? Na minha casa tem espaço!

Harry Shum Jr., o Mike Chang e seu abdomen tanquinho. Bora lavar uma roupinha ali?

Mark Salling, o Puck da série e seu adorável moicano. #EuFazia

Acho que com um elenco desses dá pra entender porque Glee tem tantos fãs, não é mesmo? Don’t stop believin’… Vai que um dia a gente encontra com um deles pelo caminho? Aloka!

E se vocês adoram a série como eu e gostam de ficar por dentro de tudo que se passa nos episódios assim que eles são exibidos no EUA, a dica é ficar de olho no Pop de Botequim, que faz uns reviews que ahazam nos comentários. Clicando aqui você ai direto na área Glee do blog.

Beijos mil,

Stanford

Colírio: Rafael Cardoso

Ai, que calor! E nesse clima caliente, nada melhor que o lindo do Rafael Cardoso na nossa coluna Colírio da semana que antecede o carnaval, não é mesmo, people?

E quem vê o ator vivendo o dividido entre dois amores Rodrigo de A Vida da Gente, pode até se esquecer que ele tem um corpo que é uma verdadeira loucura, loucura, loucura!

Bem jovem, mas já colecionando papéis polêmicos (como o jovem que vive uma relação incestuosa com o “irmão” no filme Do Começo ao Fim, ou o apaixonado por uma mulher bem mais velha em Cinquentinha), o ator é lindo e talentoso. E hoje, somos todos dele, ahaza!

“Acho que sempre há uma trajetória. Nada vem por acaso. Estudei muito, vim para o Rio para fazer a Oficina de Atores da Globo e tive que vender meu carro na época para me custear, com uma incerteza do que seria. Mas, felizmente, deu tudo certo.” – sobre o início de sua carreira.

“Entrei na escolinha do Grêmio, fui para a categoria de base, joguei em outros clubes também. Joguei no Campeonato Gaúcho. Tive uma história, mas depois descobri que como jogador de futebol, eu era um bom ator.” – sobre a tentativa de ser jogador de futebol.

“Foi normal. Para mim, era um personagem como qualquer outro.” – sobre beijar outro homem no filme Do Começo ao Fim.

“Acho que inspiração é estar apaixonado. Seja pela vida, por uma mulher, por alguma coisa… Eu tô inspirado. Ultimamente eu ando bem inspirado, para falar a verdade.”

Fala sério, né, gente? Que gato é esse menino. Por isso, acho que vou ajudar a Ana e a Manu, de A Vida da Gente: deixem ele pra mim, meninas! Aloka!

Mil beijos,

Stanford

Colírio: Ricky Martin

O Colírio dessa semana é um alento para homens e mulheres. Ricky Martin, que começou sua carreira ainda molequinho como membro da banda Menudo, cresceu, apareceu, tomou o mundo de assalto com sua salsa e merengue e, desde o pré-lançamento de sua biografia, chamou a atenção de todos ao assumir a sua homossexualidade. Ahazou na saída de Nárnia! Aloka!

Pai dos gêmeos Valentino e Matteo, nascidos no segundo semestre de 2008 (foram gerados por uma barriga de aluguel), desde que assumiu sua homossexualidade, Ricky Martin vem fazendo campanha pelos direitos dos homossexuais, como o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Como prova de seu interesse no assunto, o cantor se casou no último dia 20/01/2012, com o até então seu namorado, o tesudo modelo Carlos González. E eu nem fui convidado pra abalar na festa com todo meu sex appeal. Aloka!

Agora, chega de blá blá blá. Com vocês, Ricky Martin, nosso Colírio da semana. Ahaza!

“Acho que na minha vida, na vida de todo mundo, essas três palavras são importantes. Música, obviamente, porque está ao redor de todos nós. Alma, por sermos criaturas muito espirituais, então faz parte da gente. E sexo, bem… Somos seres humanos sexuais! As pessoas vivem me perguntando: “Ricky, para que colocar ‘sexo’ no título?” E eu respondo, oras, por que não? Muita gente tem medo dessa palavra, quando é algo muito natural, você não acha?” – sobre o nome de seu último álbum Música + Alma + Sexo

Há momentos para sexo suave e gentil e para umas boas palmadas na bunda. O tipo de sexo em que você puxa o cabelo e agarra as orelhas…”– claro, sobre sexo.

“Sou aberto a tudo.”

“Estou fazendo tudo por minha conta, porque não quero perder nenhum momento deles. Dou banho, troco fraldas, dou comida… (…) Estou muito feliz! Ser pai é uma benção.” – sobre a vida com os filhos gêmeos.

Ricky na praia com os filhos, Matteo e Valentino

“Eu tenho orgulho de dizer que sou homossexual e sou abençoado por ser quem eu sou. (…) O que vai acontecer daqui em diante? Não importa. A palavra ‘felicidade’ ganhou um novo significado hoje.” – ao assumir a sua homossexualidade.

Ricky e o atual marido, Carlos González

Vejo as fotos, leio as frases e só consigo pensar:

“Uepaaaa! 1, 2, 3… Um pasito pa’delante, Maria
1,2,3… Um pasito pa’ atras…”

Aloka! Mas #SouDesses. Deixando a bobeira pra lá e falando sério, é ou não é um fofo e lindo o Ricky Martin?

Espero que tenham gostado. Mil beijos,

Stanford

Colírio: Marco Pigossi

A nossa coluna Colírios tá fazendo sucesso, viu? Também, ela foi feita pra agradar, trazendo toda semana algum exemplar lindo e diferente do gênero masculino. Que me perdoem os homens héteros que por acaso aqui me leiem, mas uma boa paisagem não faz pra ninguém, aloka!

Nessa segunda, para encantar o nosso olhar, o jovem ator Marco Pigossi, que apesar de já estar na carreira há bastante tempo, só explodiu em sucesso em 2009, quando viveu o gay Cássio, na novela Caras & Bocas, O personagem fez tanto sucesso, que deixou todo mundo falando o seu bordão: “Tô rosa chiclete!”. Ahaza!

Atualmente vivendo o Rafael de Fina Estampa, o ator vem conquistando o público com um homem de caráter duvidoso que muda de vida por amor. Ai, que lindo! Com vocês, Marco Pigossi.

“O amor tem uma força impressionante, é o que nos diferencia dos outros animais. Quando a gente ama, a gente muda. A paixão transforma.”

“Faço questão de apenas dois produtos na minha mochila: um sabonete manipulado para pele oleosa e o perfume Fierce, da Abercrombie & Fitch.”

“Ser sexy tem a ver com atitude, segurança, elegância, autoestima. Acho que passa por aí, o astral da gente dita muita coisa.”

“Sou disciplinado, tranquilo, não gosto de virar a noite.”

Essa carinha de bom moço não é um charme, darlings? Eu pegava feliz, levava pra minha casa e ainda dava comida e roupa lavada. Aloka! Mas, como não encontro um desses dando mole na rua, o que me resta fazer, é apreciar. E vocês, gostaram?

Beijos mil,

Stanford, aquele que você deve seguir no Twitter, e ser amigo no Facebook!

Colírio: Adam Levine

Ele é o vocalista do Maroon Five, banda de sucessos como This Love e da onipresente Moves Like Jagger. Só que além disso ele é lindo e um fofo, principalmente para aqueles que podem conferir todo o charme do rapaz como um dos jurados do programa americano The Voice. Eu babo nele. #ProntoFalei

Como eu não sou de ferro – e sei que vocês também não! -, acho super válido apreciarmos alguns outros talentos do cantor americano, que nasceu no dia 18 de março de 1979, em Los Angeles.

Com vocês, o nosso colírio da semana: Adam Levine!

“Nunca! Eu jamais quero ser um artista solo. É coisa de nerd.” – sobre uma possível saída do Maroon 5 um dia

“Vamos falar a verdade, eu só pratico Yoga porque as aulas sempre estão cheias de mulheres lindas.”

“Como eu digo ‘I love Brasil’ em português?” – antes da apresentação do Maroon 5 no Rock in Rio 2011

“Não há como esconder a minha heterossexualidade, mas se as pessoas não achassem que havia uma pequena chance de eu ser gay, então eu não estaria fazendo o meu trabalho muito bem. Olhe para os melhores, homens cuja sexualidade sempre foi questionada. Bowie. Jagger. Freddie Mercury. Eu não seria o líder de uma banda se essa questão não houvesse chegado em algum momento.”

Além de lindo, Adam parece ter uma cabeça super tranquila e lida bem com o sucesso e com a sua sexuliadade. O cantor, apesar de sua declarada heterossexualidade, é conhecido, entre outras coisas, por ser um apoiador da causa gay, uma vez que seu próprio irmão é gay assumido. Merece palmas, viu! Afinal, o que molda o caráter de uma pessoa não é com quem ela se relaciona sexualmemente.

Pra fechar o post, só tenho algo a declarar: Adam Levine, seu fofo!

Mil beijos,

Stanford